Minha Chegada no Canadá!

Bom, antes de mais nada, CHEGUEI! Cá estou, na América do Norte, em Toronto. Não consigo começar esse texto de uma maneira melhor que não seja: TÔ MUITO FELIZ! Tudo deu certo (apesar de uma leve dor de cabeça pré embarque a respeito da passagem, mas que foi corrigida um dia antes, mas é melhor deixar pra lá, né?). Agora, vou contar um pouco como foi minha chegada no Canadá! 🙂

A minha viagem, no total, demorou cerca de 21 horas devido a conexão em SP que foi bem demorada (um pouco mais de 9 horas no total). Meu vôo de BH pra SP saiu as 10h pela LATAM e meu vôo de SP pra Toronto só sairia as 20:25! Então, haja material na internet para pesquisar e paciência para esperar. No geral fiquei perambulando no aeroporto, sentava, mexia na internet, ficava observando o fluxo de pessoas… e como a minha mala já havia sido despachada em BH e eu só a pegaria em Toronto, estava somente com uma mala de mão e isso facilitou bastante minha locomoção.

Quando deu o horário eu fui uma das primeiras a fazer o check in pela Air Canada. Passei pelo embarque internacional, raio X e cheguei a área do free shop! Sabe aquelas pessoas deslumbradas, que ficam rindo atoa, olhando qualquer detalhe do lugar? Pois é, era eu mesma naquele lugar. Achei tudo incrível mas não comprei nada (ponto pra mim pela força de vontade). Após isso, mais um chá de cadeira para o meu embarque.

A viagem foi bem tranquila, haviam filmes muito recentes e bons para assistir no avião. Eu não gostei muito da comida, eu esperava qualquer coisa que fosse um pouco mais saborosa (mineiro é acostumado com comida temperada, né. Então, me desculpem), mas como eu não estava com muita fome, não fez muita diferença. 😛

(Eu não tirei foto #fail, mas para quem tem curiosidade, segue listado o que foi servido em minhas refeições).

Jantar:

  • Prato quente (você escolhia entre frango e carne, eu escolhi de frango e vinha com um macarrão e um molho bem sem gosto)
  • Uma saladinha;
  • pão de sal pequeno e uma manteiga (dessas de hotel);
  • sobremesa (era pra ser um pudim de chocolate, até que deu pra enganar um pouco).

Café da manhã:

  • Uma espécie de pão redondo e outra manteiga
  • Uma comida quente (você escolhia entre omelete e panqueca, eu escolhi o omelete)
  • Uma salada de frutas

Ah e as refeições vinham com água e você podia escolher entre sucos, refrigerante, café (no jantar tinha vinho e cerveja também).

Infelizmente, não consegui descansar tão bem devido a ansiedade incontrolável, mas no final deu certo!!!

Desembarquei tranquila e logo vi que estava marcando 1 grau!

chegada toronto

Meus olhinhos brilharam de alegria porque, sim, eu vim pra cá para tentar pegar um pouco de frio. 😊 Quando eu vi minha mala foi outra comemoração, porque estava morrendo de medo da mala ser extraviada, depois disso fui para fora do aeroporto e consegui pegar um táxi para chegar na minha casa pelas próximas 8 semanas (no caminho eu ia tentando conversar com o taxista e babando por tudo que eu estava vendo)

Minha primeira impressão de Toronto, da casa, da família foi a melhor possível. Me receberam muito bem, meu quarto é super confortável e aconchegante (depois vou postar fotos), eu tenho uma colega intercambista aqui! Ela é finlandesa e é mais ou menos da minha idade. Então só converso com ela e, o melhor de tudo, em inglês! 😊 E logo no primeiro dia ela já me levou pra fazer um pequeno tour pelo principal shopping e por um ponto turístico bem famoso por aqui (segue foto abaixo). Você já deve ter visto esse grande letreiro por aí 🙂

17888994_1367355709989906_1314465601_n

casa toronto

rua toronto(minha casa e minha rua aqui <3 as vezes eu sinto que estou vivendo dentro de um filme!)

O próximo post vai ser sobre o que estou achando, em um primeiro momento, sobre a casa, a família e a escola. Quando a gente planeja uma viagem dessas com tanto cuidado, nós já chegamos repleto de expectativas e desejos para serem realizados aqui. Então, há algumas coisas para serem compartilhadas (até mesmo porque quando tudo passar, quero ler e relembrar tudo o que estou vivendo aqui). E ao final do intercâmbio, eu atualizo se houve alguma mudança de opinião e conto como foi o decorrer da estadia.

Há tanta novidade, informação, crescimento pessoal e aprendizado em tão pouco tempo que eu não consigo imaginar como eu vou me sentir ao final desse período. Estou imensamente feliz e gostaria que todo mundo pudesse experimentar essa sensação alguma vez na vida. É única, revigorante. Faz bem pra alma e pra mente!

Estou totalmente aberta para qualquer dúvida. Vai vir muito conteúdo bacana pela frente 😀 #todoscomemoram

Até a próxima, pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *